Carboidratos e as suas funções: eles são bons para o organismo? - www.detoxhoje.com.br

Carboidratos e as suas funções: eles são bons para o organismo?

Carboidratos e as suas funções: eles são bons para o organismo?

Se você já começou uma dieta, provavelmente te disseram para cortar os carboidratos. Mas entre carboidratos simples e complexos, essas moléculas carregam muito mais informações e conhecimento do que você imagina.

Por isso, antes de mudar a sua dieta, aprenda mais sobre as suas funções, classificações e importância.

Afinal, o que são carboidratos?

Afinal, o que são carboidratos?

Biologicamente, carboidratos são moléculas compostas por átomos de carbono, hidrogênio e oxigênio. Assim, ainda que esses termos não sejam da sua rotina, dá para imaginar que esses componentes estão presentes em quase tudo que comemos.

O carboidrato é um macronutriente. E, por isso, tão importante para o nosso organismo. A partir da sua absorção, conseguimos gerar energia para viver.

Muitos alimentos contêm os compostos do carboidrato, até mesmo verduras e legumes. No entanto, alguns alimentos apresentam concentração muito maior, quase incomparável. E, por isso, muitas vezes os carboidratos se apresentam como os grandes inimigos.

A diferença dos carboidratos simples e complexos

A diferença dos carboidratos simples e complexos

Os carboidratos podem ser divididos em simples e complexos. Basicamente, os simples são absorvidos de forma mais fácil pelo nosso corpo, enquanto os complexos possuem um processo mais longo.

Os carboidratos simples são formados por açúcares simples. Assim, por sua vez, os carboidratos complexos se formam a partir de uma cadeia de açúcares.

Mel e doces em geral são exemplos de carboidratos simples, enquanto massas, pães e feijões são carboidratos complexos.

Carboidratos complexos

Carboidratos complexos

Mais lentos para digerir, liberam açúcar também de forma mais lenta no sangue, e isso contribui para uma sensação de saciedade por um período mais longo. Por isso, alimentos com carboidratos complexos possuem índice glicêmico baixo ou moderado.

Alimentos com carboidratos complexos são os mais recomendados para diabéticos e para o emagrecimento. Além da forma de absorção, eles também são ricos em vitaminas do complexo B, ferro e fibras.

Exemplos de alimentos ricos em carboidratos complexos:

  • Arroz;
  • Macarrão integral;
  • Cereal integral;
  • Grão de bico;
  • Amendoim.

         Carboidratos simples

 Carboidratos simples

Enquanto isso, os alimentos de carboidratos simples são facilmente absorvidos pelo corpo. Por isso, são utilizados como energia. Assim, sentimos fome mais rapidamente.

É importante estar atento ao número de carboidratos. Alguns alimentos processados possuem açúcar em excesso, como refrigerantes, doces e sucos industrializados.

Carboidratos simples aumentam o nível de açúcar no sangue de forma muito rápida. Por isso, eles são chamados de alimentos de alto índice glicêmico.

Exemplos de alimentos com carboidratos simples:

  • Açúcar refinado;
  • Mel;
  • Frutas;
  • Leite.

Mas, então, qual a função dos carboidratos?

Mas, então, qual a função dos carboidratos?

A função principal dos carboidratos é energética, e obtemos a nossa energia por meio da alimentação. Depois que ingerimos carboidratos, eles passam por um processo de decomposição até que se produz a glicose – utilizada no processo de respiração celular.

Mas, além disso, eles também se ligam às funções estruturas de ácidos nucleicos. Isso porque o principal componente da parede celular é a celulose, um polissacarídeo. Assim, um carboidrato formado por inúmeras moléculas de glicose.

E como classificamos os carboidratos?

E como classificamos os carboidratos?

Além da divisão entre carboidratos simples e complexos, por suas estruturas, também podemos classificá-los em três classes diferentes.

Esses grupos são as nomenclaturas mais famosas para cada tipo de carboidrato. Vamos conhecer um pouco mais sobre eles abaixo:

Monossacarídeos: o que são?

Monossacarídeos: o que são?

Os monossacarídeos são carboidratos simples que podem formar carboidratos complexos a partir de suas cadeias.

Entre seus exemplos principais, estão a glicose, a galactose e a frutose.

Dissacarídeos: o que são?

Dissacarídeos: o que são?

Os dissacarídeos são formados por dois monossacarídeos unidos por ligações de glicose.

Entre seus principais exemplos, estão a sacarose, a maltose e a lactose.

Polissacarídeos: o que são?

Polissacarídeos: o que são?

Os polissacarídeos são carboidratos complexos formados pela união de um conjunto de monossacarídeos. Entre seus principais exemplos, estão o amido, a celulose e o glicogênio.

11 alimentos ricos em carboidratos.

11 alimentos ricos em carboidratos.

Encontramos carboidratos em todo alimento de origem vegetal. Isso porque as plantas usam carboidrato como fonte de energia para a fotossíntese.

No entanto, a grande questão está na concentração de carboidrato em cada alimento e qual é o principal carboidrato que o compõe.

            Alimentos ricos em carboidratos, como pães e massas, são uma importante forma de energia para o nosso organismo. Durante a digestão, produzimos glicose, que garante o bom funcionamento das células do nosso corpo.

Por outro lado, quando exageramos no consumo de carboidratos, a parte que não é utilizada para geração de energia vem armazenada na forma de gordura no tecido adiposo. Assim, isso pode favorecer o aumento de peso.

Por isso, tantas pessoas aderem à dieta low carb (com baixo consumo de carboidratos) para o emagrecimento. Vamos falar mais dela adiante.

Abaixo, confira uma lista de 11 alimentos ricos em carboidratos:

  • Cereais de milho;
  • Farinha de trigo;
  • Torrada integral;
  • Pão francês;
  • Macarrão;
  • Aveia em flocos;
  • Batata cozida;
  • Grão de bico;
  • Lentilhas;
  • Feijão;
  • Arroz branco cozido.

            Além dos alimentos acima, há outros ricos em carboidratos. E, também, alimentos que contém carboidratos em quantidade muito baixa, como a cenoura, a maçã e o queijo, por exemplo.

Mas, afinal, carboidrato engorda?

Mas, afinal, carboidrato engorda?

Os carboidratos são fonte de energia para o nosso corpo, e por isso devem estar em nossa dieta.

Caso queira entender a sua necessidade de consumo de carboidratos, procure um nutricionista. O consumo diário varia de acordo com necessidade metabólica de cada pessoa, por funcionamento do organismo e frequência de atividades físicas.

Assim, ainda que o consumo em excesso pode se relacionar ao ganho de peso, uma alimentação pobre em carboidratos pode ser prejudicial. Afinal, precisamos desses nutrientes para o fornecimento de energia.

Então, quais são os carboidratos bons?

Então, quais são os carboidratos bons?

Para quem pretende perder peso, a ideia é consumir alimentos integrais, frutas e vegetais. Mas, atenção! Esteja sempre atento à tabela nutricional, porque muitos produtos podem conter poucos carboidratos mas serem ricos em gorduras. Por isso, a melhor opção é sempre procurar acompanhamento profissional antes de iniciar uma dieta.

Para dietas, é sempre aconselhável procurar por fontes de carboidratos que sejam ricas em fibras alimentares.

Fibras são carboidratos que não digerimos, mas que são ótimos para o funcionamento do intestino. Alimentos ricos em fibras podem nos ajudar a prevenir doenças, além de auxiliar no combate à obesidade e diabetes.

Por isso, para considerar na sua lista de carboidratos bons, opte por frutas ricas em fibras, alimentos integrais, grãos e cereais. Abaixo, confira 12 opções para adicionar à sua dieta:

  • Mamão;
  • Ameixa;
  • Kiwi;
  • Arroz integral;
  • Pão integral;
  • Macarrão integral;
  • Brócolis;
  • Repolho;
  • Feijão;
  • Lentilha;
  • Aveia;
  • Batata doce.

Alimentos ricos em carboidratos, mas grande fonte de açúcares, como bolos, biscoitos e barras de cereal, devem ser evitados caso o objetivo seja emagrecer.

Agora que você já aprendeu mais sobre o universo dos carboidratos, entendeu que eles não são os nossos inimigos. Para a saúde, a melhor alternativa nunca será eliminar alimentos ricos em carboidratos, como macarrão e arroz.

Precisamos dos carboidratos como fonte de energia. Por isso, caso queira ganhar massa muscular ou perder peso, procure acompanhamento profissional para uma melhor estratégia para a mudança de seu cardápio.

Benefícios das fibras alimentares

Benefícios das fibras alimentares

Fibras são carboidratos encontrados em alimentos como frutas, verduras, legumes e mais. No entanto, esse tipo de carboidrato não digerimos e nem é transformado em energia.

Por outro lado, há uma série de benefícios nas fibras alimentares. Vamos conhecer mais sobre eles?

Um dos benefícios mais conhecidos é o combate da prisão de ventre. As fibras facilitam a eliminação das fezes, se consumidas com quantidades adequadas de água.

Além disso, elas também podem aumentar a sensação de saciedade. Fibras ajudam a regular os níveis de açúcar no sangue, porque a sua absorção é mais lenta, uma vez que não as digerimos.

As fibras ainda podem diminuir níveis de colesterol e triglicerídeos, diminuindo a absorção de gorduras a longo prazo. Por fim, elas também auxiliam na eliminação de toxinas que se encontram no intestino.

Como consumir carboidratos?

Como consumir carboidratos?

Já que precisamos de carboidratos para a energia, que tal aprender a consumir esses nutrientes da maneira correta? O grande problema é que estamos acostumados com o consumo exagerado de carboidratos.

Por isso, juntamos algumas dicas que podem te ajudar a mudar a sua relação com esses alimentos. Confira abaixo:

1.   Opte por alimentos em sua forma integral

Além dos carboidratos, em sua forma integral, o trigo, o arroz, a aveia e outros cereais são ricos em fibras e outros nutrientes.

Assim, quando você consumir esses alimentos, terá uma série de benefícios para além do energético.

2.   Esteja atento às quantidades

Carboidratos costumam ser calóricos. Por isso, as porções de alimentos ricos em carboidratos devem ser menores. Para calcular o quanto você deve consumir, é ideal consultar um nutricionista. Esse profissional medirá a sua necessidade individual a partir de seus exames e nível de atividade física.

3.   Busque novas opções

            Se você sempre busca um docinho depois do almoço, busque trocar os açúcares. É possível saciar o seu desejo com novas opções, como frutas ou receitas com açúcares simples e ingredientes naturais.

4.   Acompanhamento profissional

            Alertar sobre a importância de acompanhamento profissional nunca é demais.

Médicos e nutricionistas podem te ajudar a reduzir o consumo de carboidratos de uma maneira saudável. A partir de análise de quadro clínica e necessidades individuais, eles poderão indicar o melhor programa a seguir.

E a dieta low carb: o que é?

E a dieta low carb: o que é?

Se você já tentou emagrecer, alguém com certeza já te falou sobre a dieta Low Carb. Mas, sabendo agora as funções desses nutrientes, esteja mais atento a próxima vez que for tentar um cardápio do tipo.

Diferente do que se imagina, a verdadeira dieta low carb não exclui os carboidratos de forma alguma. Eles são essenciais para o nosso organismo e para a energia das nossas células.

Por isso, engana-se quem acredita que eliminar os carboidratos será excelente para te fazer emagrecer. A ideia dessa dieta é reduzir o consumo de carboidratos à mínima quantidade necessária, proporcionando energia para o organismo por meio de gorduras boas e proteínas.

Então, se bem executada, a dieta low carb pode ser boa para o emagrecimento, ajudando também no combate à retenção de líquidos.

Benefícios da dieta low carb

Benefícios da dieta low carb

Com essa ideia, diminuímos o consumo de carboidratos. Assim, o nosso organismo extrai energia de gorduras boas e proteínas, bem como de carboidratos considerados bons, como já vimos acima, facilitando no processo de emagrecimento.

Entre os principais benefícios dessa dieta, estão:

  • maior saciedade, pelo aumento do consumo de proteínas;
  • perda de peso, pela redução de carboidratos e calorias,
  • combate à retenção de líquidos, por estimular a produção de urina e eliminação de toxinas.

            Antes de adotar uma dieta low carb, procure a orientação de um profissional. O cálculo de carboidratos varia de acordo com necessidades individuais e somente um nutricionista pode dizer o número necessário desse nutriente em sua dieta.

No entanto, basicamente, a dieta low carb retira principalmente carboidratos simples. Então, açúcar, farinha refinada, refrigerantes e doces são os primeiros a ir embora. E, depois, dependendo do objetivo da dieta, o consumo de pão, aveia e arroz também pode ser reduzido.

5 receitas low carb

5 receitas low carb

Caso esteja pensando em aderir à dieta low carb, há algumas receitas queridinhas para substituir alguns pratos super tradicionais nas mesas dos brasileiros.

Abaixo, fizemos uma seleção de 5 receitas (simples e fáceis de fazer em casa) para te ajudar a ingressar nesse universo do baixo consumo de carboidratos. Confira:

Pão integral low carb

Pão integral low carb

Para quem ama pão, reduzir o consumo de farinha branca pode ser um desafio. Por isso, selecionamos uma receita que pode te salvar: pão integral low carb. Para os inimigos da cozinha, preparar esse pão pode ser muito simples.

Ingredientes: 1 ovo, 1 colher de sopa de farelo de aveia, 1 colher de sopa de iogurte natural e 1 colher de café de fermento em pó.

Modo de preparo: Misture bem todos os ingredientes. Despede em um recipiente que possa ir ao micro-ondas e aqueça por 2 minutos, ou até obter uma consistência adequada.

Pão integral low carb

Pão integral low carb

Ingredientes: 1 ovo, 3 fatias de queijo provolone, 2 colheres de sopa de queijo parmesão e 1 colher de sobremesa de fermento em pó.

Modo de preparo: No liquidificador, bata o ovo e o queijo provolone. Em uma tigela pequena, acrescente à mistura o queijo parmesão e misture. Coloque a massa em pequenas formas e asse em forno médio por cerca de 20 minutos.

Macarrão de abobrinha

Macarrão de abobrinha

Retirar o macarrão do cardápio pode ser muito difícil, mas há substitutos deliciosos.  A abobrinha pode ajudar a reduzir os níveis de açúcar no sangue, e ajuda a metabolizar a glicose no organismo por conter vitaminas do complexo B.

Além disso, por seus antioxidantes, ela pode ajudar na prevenção de complicações relacionadas à diabetes. Por fim, ela pode ser seu novo macarrão preferido.

Ingredientes: 1 abobrinha italiana, 1 dente de alho e sal a gosto.

Modo de preparo: Com um fatiador de legumes, corte a abobrinha em tiras, como se fosse um espaguete. Ferva as tiras de abobrinha por 4 minutos, e logo depois passe-as em água fria para o choque térmico. Frite o dente de alho em uma frigideira com fio de azeite e coloque o seu “macarrão”. Refogue e sirva com o seu molho de preferência. Que tal experimentar o macarrão de abobrinha com um molho a bolonhesa?

Tomates recheados

Tomates recheados

Ingredientes: tomates de sua preferência, queijo de cabra, azeite, dente de alho, temperos. A quantidade vai depender de quantas porções você pretende fazer.

Modo de preparo: Lave bem os tomates, corte ao meio e retire as suas polpas interiores. Recheie os tomates com o queijo de cabra. Em um recipiente, coloque azeite, alho e os seus temperos de preferência. Leve ao forno por 10 minutos, ou até derreter o queijo.

Torta de frango low carb

Torta de frango low carb

Ingredientes para a massa: 3 ovos, 1 xícara de creme de leite, 1 ½ xícara de farinha de amêndoas, 4 colheres de sopa de manteiga e 1 colher de sopa de fermento químico.

Ingredientes para o recheio: 300g de frango desfiado, 200g de requeijão, mussarela e temperos de preferência.

Modo de preparo: Em um liquidificador, bata todos os ingredientes da massa até obter uma mistura homogênea. Coloque metade dessa mistura em uma assadeira untada. Distribua o recheio e cubra o frango com o restante da massa. Cubra com fatias de mussarela para dourar. Leve ao forno por cerca de 40 minutos, ou até obter o ponto ideal.

Assim, a ideia não é cortar os carboidratos completamente da sua dieta, mas entender os seus benefícios e quais são os melhores tipos de carboidratos para consumir.

Antes de assumir novas dietas, procure acompanhamento profissional e siga as orientações de seu médico ou nutricionista.

Em cada organismo há uma necessidade diferente de carboidratos, e muito disso se relaciona ao metabolismo individual, níveis de glicose no sangue e rotina de atividades físicas. Por isso, nunca comece uma dieta antes de verificar os seus exames e a sua necessidade de nutrientes.

Os carboidratos, como vimos, não são os nossos inimigos, mas uma importante fonte de energia para as nossas atividades diárias. Por isso, nunca corte esses nutrientes de sua rotina. Basta não exagerar no consumo, e sempre preferir o consumo de grãos e cereais em sua forma integral.

Gostou do artigo de hoje 5 passos para melhorar a qualidade dos seus cabelos? Deixe seu comentário, compartilhe com o máximo de pessoas que conseguir e siga nosso instagram > DETOX HOJE

Leia também esse outro artigo, prometo que vai amar as dicas 👉 15 Passos para melhorar a qualidade das suas unhas

Sobre o Autor

Fabricio
Fabricio

Fabrício Policarpo é apaixonado por vida saudável e adora pedalar, praticar atividades físicas e se alimentar bem. É o fundador do Blog Detox Hoje, que nasceu devido a necessidade por informações de qualidade sobre saúde, bem estar e emagrecimento saudável que as pessoas estão precisando nos tempos modernos onde cada vez mais o número de pessoas acima do peso está aumentando. Nos tempos atuais até crianças estão tendo problemas com a obesidade e também com doenças mais graves como o câncer devido ao estilo de vida moderno e também problemas respiratórios devido a poluição. O Detox Hoje foi criado para ajudar o maior número de pessoas possível a obterem uma saúde e estética melhores. E seguindo as dicas e recomendações aqui passadas com certeza você vai conseguir obter excelentes resultados. Não esqueça de ativar as notificações para que você não perca novos artigos no blog.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *